ESCRITA & COMPANHIA
 

RECENTES


Poema do Rouxinol de Andresen

Margarida Garcia, 4.º C

Publicado em 07 fev 2019


Se eu pudesse ser… seria

Dinis Ribeiro, 4.º C

Publicado em 07 fev 2019


Se eu pudesse…

Leonor Cardoso, 4.º C

Publicado em 07 fev 2019


Se eu pudesse...

Inês Soares, 4.º C

Publicado em 07 fev 2019


Acróstico

Dinis Almeida, 4.º C

Publicado em 06 fev 2019


Aventura voadora

Margarida Garcia, 4ºC

Publicado em 06 fev 2019


 

VER POR ANO LETIVO


  2019/2020         2018/2019         2017/2018

 

  2016/2017         2015/2016         2014/2015

 

  2013/2014         2012/2013         2011/2012

 

  2010/2011         2009/2010      



Reconto e continuação da história ?O cavalo das Sete Cores?
Publicado em   31 jan 2012

Língua Portuguesa  -   Alunos do 3.º A





Há muito tempo, o povo português estava em guerra com os mouros. O chefe dos mouros apanhou um conde português e este ficou à espera que lhe dessem dinheiro para o salvar. Contudo, as filhas do líder apaixonaram-se pelo conde, desejando casar com ele, mas este só aceitava se se batizassem católicas e fugissem com ele para Portugal. A mais nova concordou com as condições e foi com o conde para as suas terras no cavalo das Sete Cores. A mourinha avisou-o que, se alguém o abraçasse, o conde a esqueceria. E foi o que aconteceu: quando a ama de leite o abraçou, ele deixou de se lembrar da moura.

Um dia, mais tarde, morava a mourinha numa cabana, chegou-lhe a novidade de que o conde ia casar com uma princesa. Então, ela montou o cavalo das Sete Cores, cantando para atrair a atenção do conde e conseguiu. Assim, a mourinha foi rapidamente batizar-se, casando-se com o português.

Passados dois anos, tiveram dois filhos gémeos muito engraçados e gordinhos que não deixavam dormir ninguém, mas que eram muito amados pelos pais.

Depois de tanto esforço por parte da moura, veio a melhor recompensa: ser-se feliz!



|  Rua Cónego Barreiros   3500-093 Viseu  |  Telef: 232 421 981  |  Fax: 232 432 855  |  Email: geral@colegiodaviasacra.pt  |